Renda Melhor e Renda Melhor Jovem chegam à Região dos Lagos

Data 31/01/2012 09:00:00 | Assunto: Diário Oficial

Municípios de Araruama e Saquarema recebem programas estaduais de superação da pobreza. Em Araruama, mais de cinco mil famílias serão beneficiadas; já em Saquarema, o número de contemplados ultrapassa dois mil.


Os programas Renda Melhor e Renda Melhor Jovem foram lançados ontem em Araruama e Saquarema, dois municípios da Região dos Lagos. As iniciativas integram o Rio Sem Miséria, o plano estadual de superação da extrema pobreza.

Em Araruama, cerca de cinco mil famílias serão beneficiadas pelo Renda Melhor e 633 jovens pelo Renda Melhor Jovem. O município vai receber mensalmente cerca de R$462 mil.

- O Rio Sem Miséria muda a vida das pessoas. O valor depositado para estas famílias vai significar muito para a economia de Araruama - afirmou o governador Sérgio Cabral.

Separada, Janete da Silva Conceição, 33 anos, quer uma vida melhor para os três filhos.

- Meus filhos merecem. Estou muito feliz - disse Janete.

O Renda Melhor é um programa de transferência de renda destinado a famílias que recebem o Bolsa Família e vivem com menos de R$100 per capita. Já o Renda Melhor Jovem é uma poupança-escola anual, destinada aos jovens de famílias beneficiárias do Renda Melhor.

Moradores de Saquarema comemoram os benefícios

Beneficiários do programa Bolsa Família em Saquarema se reuniram ontem no Ciep Astrogildo Pereira, no centro de Bacaxá, para o lançamento dos programas Renda Melhor e Renda Melhor Jovem. Na cidade, 2,9 mil famílias e 375 jovens serão contemplados. O valor mensal repassado pelo governo estadual será de R$258 mil.

Durante a solenidade, o governador Sérgio Cabral anunciou a inauguração, no dia 10 de fevereiro, da Escola Técnica da Barreira, a maior da rede estadual. A unidade vai oferecer, além do Ensino Médio Profissionalizante, cursos de petróleo e gás, metal-mecânica, turismo e hotelaria, idiomas, informática e, posteriormente, segurança do trabalho e gestão de meio ambiente. A obra custou R$32 milhões.

Renda Melhor modifica realidade das famílias

A dona de casa Ana Maria Rocha Miranda, 39 anos, comeorou a renda complementar. Viúva, ela sustenta os seis filhos - com idades entre seis e 21 anos - com os R$198 que recebe do Bolsa Família.

- Dependo de doações de roupas, material escolar e de limpeza, porque o dinheiro paga as contas de água e luz e a alimentação deles. O Renda Melhor vai ajudar muito. EStou muito feliz em saber que não vai mais faltar comida para os meus filhos com o programa - disse Ana Maria.





Esta notícia foi publicada na Imprensa Oficial do Estado do Rio de Janeiro
http://www.ioerj.com.br/portal

Endereço desta notícia:
http://www.ioerj.com.br/portal/modules/news/article.php?storyid=761