Operações Lapa Presente e Lei Seca ampliam ações no Carnaval

Data 26/02/2014 10:17:37 | Assunto: Diário Oficial

Secretaria de Governo vai intensificar iniciativas de fiscalização e conscientização



As operações Lei Seca (OLS) e Lapa Presente (OLP), da Secretaria de Governo, vão intensificar ações de fiscalização e conscientização durante o Carnaval. A OLP utilizará uma central de monitoramento que vai receber informações via GPS, para garantir a melhor distribuição dos agentes pela região do Rio Antigo, entre 28/2 e 5/3. Já a OLS realizará blitzes durante o dia, além de ações de conscientização nas ruas, alertando sobre o perigo da mistura álcool e direção.

De acordo com o coordenador da OLP, major Rodrigo Cereser, a central será incorporada à rotina das ações após o período de folia.

“O monitoramento por GPS visa dinamizar e aperfeiçoar o uso do nosso efetivo. Vamos conseguir, por exemplo, controlar o posicionamento dos agentes de forma mais eficaz e efetuar, com mais agilidade, o remanejamento em casos urgentes, de acordo com a demanda. É mais uma ferramenta que será permanente e que vai colaborar muito para o nosso trabalho” afirmou Cereser.

Com 24 bicicletas e 11 viaturas, 163 agentes vão patrulhar, entre 21h30 e 5h30, toda a região da Lapa. Os profissionais estarão equipados com rádios de comunicação, além de braçadeiras luminosas, facilitando a identificação em meio aos frequentadores da região. A intenção é reforçar o policiamento na área, coibindo roubos, o uso e a venda de drogas, assim como promover o ordenamento urbano e realizar ações sociais, como o acolhimento de moradores de rua. O Disque Lapa Presente estará de plantão durante todo o período, entre 21h30 e 5h30, para prestar atendimento e receber denúncias, pelos telefones (21) 97954-2424 e 97954-2525.

Oito órgãos dos governos estadual e municipal atuam coordenados na Operação Lapa Presente: Secretaria de Governo, Polícia Militar, Guarda Municipal, secretarias municipais de Ordem Pública; de Assistência Social; de Conservação; de Transportes, além da Comlurb.

A OLP deu início às ações de fiscalização no dia 1º de janeiro de 2014. Desde então, até a madrugada de terça-feira (25/2), os agentes prenderam 36 foragidos da Justiça – sendo dois por homicídio, nove por roubo, 15 por furto, três por tráfico de drogas e sete por outros crimes. Além disso, 476 pessoas foram detidas por porte de entorpecentes.


Leia a matéria no Diário Oficial





Esta notícia foi publicada na Imprensa Oficial do Estado do Rio de Janeiro
http://www.ioerj.com.br/portal

Endereço desta notícia:
http://www.ioerj.com.br/portal/modules/news/article.php?storyid=3837