Logotipo IOERJPágina Principal
terça, 29 de setembro de 2020
Entrar
Usuário:

Senha:

Lembrar-se



Esqueceu a senha?

Notícias
Diário Oficial : Barreira Fiscal apreende 241 mil litros de combustíveis em três meses
em 27/03/2017 09:21:39 (428 leituras)


 

A Operação volante da Barreira Fiscal apreendeu 241 mil litros de combustíveis com documentação fiscal irregular desde o início do ano até o dia 21 de março. Durante este período, foram abordados 9.028 veículos e lavrados 1.353 autos de infração. A apreensão é o desdobramento de um trabalho de Inteligência dos agentes da Barreira Fiscal com a finalidade de combater a entrada irregular de combustíveis no Estado do Rio de Janeiro.

Em 2016, o trabalho no combate à sonegação e adulteração de combustíveis apreendeu cerca de 1,2 milhão de litros de diversos combustíveis: etanol, gasolina e diesel.   A tendência é de que até o fim deste ano esta marca seja ultrapassada.

Operação Bomba Limpa

A Operação Bomba Limpa, que vem sendo realizada desde fevereiro, é outra frente da fiscalização de combustíveis. O objetivo é identificar adulterações em postos de gasolina do Estado do Rio, além de outras irregularidades que desrespeitem o Código de Defesa do Consumidor.

A atuação – conduzida por agentes da Operação Barreira Fiscal, da Secretaria de Governo, em ação conjunta com o Procon-RJ e a Secretaria de Fazenda – fiscalizou até agora sete postos de gasolina e interditou dois. A operação tem caráter permanente e é realizada a partir das denúncias feitas pelo consumidor ao Procon-RJ.

– A Operação Bomba Limpa tem um papel fundamental de garantir a sociedade o consumo de produtos de qualidade. O maior fiscal da sociedade é ela mesma, que contribui denunciando –  disse o subsecretário de Informações e Projetos Especiais da Secretaria de Governo e coordenador-geral da Barreira Fiscal, Reynaldo Braga.

Em todos os postos fiscalizados, são recolhidas amostras de combustíveis para análise. Após o resultado, sendo constatada a adulteração do combustível, o Procon-RJ autua o estabelecimento e em alguns casos é necessário interditar o local até a comprovação de regularização das falhas encontradas.

Leia a notícia no Diário Oficial.

Imprimir