Logotipo IOERJPágina Principal
terça, 29 de setembro de 2020
Entrar
Usuário:

Senha:

Lembrar-se



Esqueceu a senha?

Notícias
Diário Oficial : Policiais do Bope usam artes marciais para combater a violência
em 25/01/2012 10:00:00 (4889 leituras)



Os policiais do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) levam os lemas "Vá e Vença" e "Força e Honra" para ações de combate à violência e também para eventos esportivos em todo o mundo. No octógono, uma equipe de 20 "caveiras" treina para representar o Brasil e a tropa de elite da Polícia Militar em comptições de MMA (Artes Marciais Mistas).

A ideia de formar uma equipe para o MMA foi concretizada no ano passado, depois de uma edição do Shooto (esporte de combate) no quartel do Bope. Hoje, os "atletas de elite" treinam três  vezes por semana.

- Um dos alicerces da corporação é a prática esportiva. Há uma necessidade de que a tropa atue utilizando seu corpo como uma "ferramenta" para evitar a arma de fogo. Estamos akliando a rotina do batalhão com a de atletas - afirmou o porta-voz do Bope, capitão Ivan Blaz.

O esporte como ferramenta de trabalho e cultura de paz sempre fez parte da história do Bope. Na atual sede da tropa de elite, em Laranjeiras, jovens da comunidade Tavares Bastos têm a chance de aprender hiu-jítsu e muay thai. Um motivo de orgulho para a corporação, que completou 34 anos no último dia 19 de janeiro.

Missão é manter a segurança do Rio

Para o faixa preta de kick-boxing, luta livre e treinador da equipe de MMA do Bope, cabo André Felix, conciliar a profissão com a paixão pelo esporte é fácil para todos os "atletas de elite". Os policiais do batalhão levam para as competições as lições e técnicas aprendidas na Polícia Militar. Os "caveiras" já se preparam na academia do Batalhão de Operações Policiais Especiais para ter uma boa atuação para a competição Shooto, prevista para agosto.

- Com o crescimento do MMA no Brasil, ficou fácil formar equipe. A tradição do Bope de ensinar técnicas de lutas em seus cursos de ações táticas ajuda nossos lutadores. Queremos participar de competições, mas a nossa missão é manter a segurança do Rio de Janeiro - disse o cabo Felix.

Batalhão vai aumentar efetivo

O ano de 2012 será de novidades para os policiais. O Bope deve se mudar para a nova sede a partir de março. A tropa de elite deixará o quartel atual, em Laranjeiras, para ocupar instalações provisórias no antigo 24º Batalhão de Infantaria Blindada (BIB) do Exército, em Ramos.

A nova sede marcará o início do processo de pacificação no Complexo da Maré.

Os policiais também irão intensificar o treinamneto para afzer a segurança em grandes eventos esportivos que a cidade do Rio de Janeiro irá sediar até 2016.

Tropa vai receber capacitação no exterior

A expectativa é de que o batalhão especial aumente o seu efetivo, que hoje é de quase 600 policiais, com a chegada de mais 400 integrantes, incluindo mulheres. A tropa também está sendo capacitada, no exterior, para realizar missões antiterroristas.

- Nossa meta é chegar antes de 2016 com mil policiais. É um desafio porque eles precisam estar bem treinados para realizar as ações de combate à violência - disse o capitão Ivan Blaz.

Imprimir