Logotipo IOERJPágina Principal
quarta, 30 de setembro de 2020
Entrar
Usuário:

Senha:

Lembrar-se



Esqueceu a senha?

Notícias
Diário Oficial : Reconstrução da Região Serrana tem investimentos de mais de R$500 milhões
em 17/01/2012 10:00:00 (1699 leituras)


O Governo do Estado investe R$147.638.608,11 em 30 obras de contenção de encostas nas cidades de Nova Friburgo, Petrópolis e Teresópolis, na Região Serrana fluminense.

Oito frentes de trabalho, num total de R$102.320.140,75, estão em andamento em Friburgo, para garantir a segurança dos moradores no período de verão.

- São obras grandes, de difícil execução e que requerem um volume considerável de recursos. A prefeitura elencou o que era prioridade. Essas intervenções estão revitalizando Nova Friburgo - disse o subsecretário extraordinário da Região Serrana, Affonso Monerat.

Em Petrópolis, o governo aplica R$7.698.467,36 na contenção de 11 encostas. O mesmo número de obras está sendo realizado em Teresópolis, com investimentos de R$37.620.000.

- As cidades já estão retomando seus caminhos. Após a limpeza e a ajuda às vítimas realizamos contenção de encostas, buscamos terrenos para a construção de moradias e elaboramos projetos para reconstrução de pontes. A cada dia damos um passo, mais consistente, na busca por uma Região Serrana mais segura - afirmou o secretário de Obras, Hudson Braga.



Construção de novas moradias

Além da contenção de encostas, o Governo do Estado iniciou as obras de infraestrutura no terreno que vai abrigar 2.166 unidades habitacionais e 68 comerciais no distrito de Conselheiro Paulino, em Nova Friburgo, com recursos que somam R$221 milhões. Quinhentas e cinquenta moradias serão concluídas ainda este ano e as demais em 2013.

Moradores de Teresópolis também serão beneficiados com moradias. A Secretaria de Obras vai lançar, até o final do mês, a construção de 1,6 mil unidades habitacionais e 40 comerciais na Fazenda Ermitage. Em Petrópolis, a construção de 140 moradias está em andamento no bairro do Mozela.

Municípios ganham melhorias nos acessos

O Estado vai construir 49 pontes nos municípios de Petrópolis, Nova Friburgo, Areal, São José do Vale do Rio Preto, Bom Jardim e Trajano de Moraes, com um investimento total de R$25 milhões. As licitações para a construção de 21 já foram publicadas. Segundo o secretário Hudson Braga, as 28 restantes terão abertura de licitação ainda no final de janeiro. Outras 24 pontes da região passam por recuperação

No início de janeiro a ponte de Bom Jardim, destruída pelas chuvas de 2011, foi entregue à população. Principal ponte da Rodovia Presidente João Goulart (RJ-116), ela faz a ligação entre a Região Metropolitana do Rio (Itaboraí) e o Noroeste fluminense (Itaperuna).

Estradas rurais recuperadas

Em 2011, R$71 milhões foram disponibilizados, entre recursos estaduais e do Banco Mundial, para ajudar a área rural dos municípios afetados pela chuva. Até o final de 2011, quase 10 mil produtores foram beneficiados pelo programa Estradas da Produção, com a recuperação de 916 quilômetros de vias. Além disso, 1.677 hectares produtivos já foram reincorporados e 8.854 produtores familiares atendidos com o serviço de máquinas no preparo do solo para plantio.

Incentivos financeiros reembolsáveis do Programa Rio Rural, com recursos do Banco Mundial, num total de R$9 milhões, também beneficiaram no ano passado 1.124 produtores. A verba foi utilizada para projetos emergenciais de retomada da produção.

Aluguel social beneficia mais de 30 mil pessoas

Para 2012, a Secretaria de Agricultura e Pecuária prevê investir R$43 milhões, sendo R$27 milhões do Governo do Estado e R$16 milhões do Banco Mundial, no avanço dos projetos de reconstrução. A prioridade é garantir, principalmente, o restabelecimento das estradas vicinais, responsáveis pelo escoamento da produção agropecuária da região.O governo prorrogou por mais um ano o pagamento do aluguel social para 7,3 mil famílias de sete municípios da Região Serrana que perderam suas casas ou que moravam em áreas de risco. Mais de 30 mil pessoas têm sido beneficiadas com recursos que totalizam R$42 milhões. O valor do aluguel social para 2012 foi mantido em R$400 e R$500.


 


 

Imprimir