Logotipo IOERJPágina Principal
segunda, 6 de julho de 2020
Entrar
Usuário:

Senha:

Lembrar-se



Esqueceu a senha?

Notícias
Diário Oficial : Estado realiza ações no Dia da Doação de Órgãos
em 28/09/2016 09:19:25 (462 leituras)


 

Em homenagem às famílias doadoras, o Programa Estadual de Transplantes (PET) inaugurou, ontem, Dia Nacional da Doação de Órgãos, o Mural da Vida, na estação Carioca: o grande painel traz mensagens e depoimentos de pacientes transplantados e também de famílias que autorizaram a doação de órgãos, possibilitando que pessoas que aguardam na lista de espera por um transplante tivessem suas vidas salvas.

A sensibilização da sociedade quanto à importância da doação de órgãos é um dos maiores desafios para o Rio de Janeiro: no primeiro semestre de 2016, o estado contabilizou aumento da taxa de recusa familiar para doação – de 42% para 48%. O número de recusas já foi bem menor: em 2015, o Rio fechou o ano com 58% de autorizações. No mesmo período, o Rio de Janeiro registrou recuo de doações, assim como os demais estados da Região Sudeste. Ainda assim, o Rio continua com taxa superior à média nacional.

– Com esta homenagem, ao mostrarmos as experiências de famílias que passaram por este momento de extrema dor e disseram sim à doação para salvar vidas, buscamos a conscientização da sociedade, que é fundamental para o aumento do número de cirurgias. Em parceria com secretarias municipais de Saúde, vamos trabalhar para fortalecer as equipes que atuam exclusivamente no processo de doações para transplantes em grandes emergências – afirmou o secretário de Saúde, Luiz Antônio Teixeira Jr.

Além do Mural da Vida, a Secretaria de Saúde, por meio do PET, programou diferentes ações de conscientização. Na Central do Brasil, em parceria com a SuperVia, houve distribuição de material informativo, além de um ponto de cadastro para as pessoas que desejam se declarar doadoras no site Doe+Vida (www.doemaisvida.com.br).

– Nossa legislação determina que apenas familiares diretos possam autorizar a doação de órgãos de pacientes com morte encefálica, não há nenhum documento que possa ser deixado em vida para garantir que a doação aconteça após o óbito. Por isso, o assunto precisa ser discutido – disse Rodrigo Sarlo, coordenador do PET.

Iluminação especial

Diversos pontos da cidade ganharam iluminação especial em verde, cor que simboliza o transplante no mundo, como a Ponte Estaiada da Barra, o Palácio Guanabara e o Cristo Redentor.

Leia a notícia no Diário Oficial.

Imprimir