Logotipo IOERJPágina Principal
terça, 29 de setembro de 2020
Entrar
Usuário:

Senha:

Lembrar-se



Esqueceu a senha?

Notícias
Diário Oficial : Governo do Rio lança nova edição do Movimento GiftBox
em 26/07/2016 09:09:49 (562 leituras)




O Governo do Rio, por meio da Secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos, em parceria com a ONG 27 Million e o Ministério Público do Trabalho, lançou, ontem, no Aeroporto Internacional Tom Jobim, a Gift Box Rio de Janeiro. A chamada “caixa de presente” simboliza como os traficantes enganam as suas vítimas com falsas promessas, simulando o processo de aliciamento. Ao entrarem, as pessoas encontram relatos de quem foi traficado e colocado em situação de exploração sexual, laboral, servidão doméstica, além de outras modalidades, como adoção ilegal de crianças, tráfico de órgãos etc.

– Escolhemos o Aeroporto do Galeão para a terceira edição dessa campanha, porque, principalmente em grandes eventos, há um fluxo muito grande de pessoas entrando e saindo. O tráfico de pessoas é um tema sério e difícil de ser tratado e a Gift Box simula muito bem o seu mecanismo de aliciamento. Muita gente não percebe que está sendo aliciada, acaba sendo convidada para uma oportunidade que parece ser muito boa e, muitas vezes, são vítimas de tráfico – disse Andrea Sepúlveda, subsecretária de Defesa e Promoção dos Direitos Humanos.

Para chamar a atenção da população para o enfrentamento ao tráfico de pessoas e a erradicação do trabalho escravo, o Movimento Gift Box Rio de Janeiro foi lançado, em 2013, no encerramento da Copa das Confederações. A iniciativa se estendeu durante a Jornada Mundial da Juventude e a Copa do Mundo de 2014, que foram testes para as Olimpíadas deste ano. Nesta edição, a caixa ficará no Aeroporto do Galeão, até sexta-feira (29/7), durante a Semana Coração Azul; no Museu do Amanhã, de 23 a 28 de agosto; e no Armazém 1 do Cais do Porto, de 1º a 6 de setembro.

O Movimento Gift Box foi criado no Reino Unido pela ONG Stop The Traffik, durante as Olimpíadas de Londres de 2012, em cooperação com a United Nations Global Initiative to Fight Human Trafficking.

O Ministério Público do Trabalho é um dos principais financiadores das ações. O órgão e o Estado assinaram um termo de cooperação, que possui três eixos de trabalho: atendimento emergencial aos resgatados de tráfico de pessoas e trabalho escravo; desenvolvimento das vítimas por meio da capacitação profissional; e a educação em direitos humanos, que visa a capacitar e conscientizar leigos e os agentes públicos.

Leia a notícia no Diário Oficial.

Imprimir