Logotipo IOERJPágina Principal
terça, 29 de setembro de 2020
Entrar
Usuário:

Senha:

Lembrar-se



Esqueceu a senha?

Notícias
Diário Oficial : Zona Norte vai ganhar dois conjuntos habitacionais com 998 apartamentos
em 02/01/2012 09:08:35 (2390 leituras)



Antigo endereço de um dos maiores complexos penitenciários do estado, o terreno do Frei Caneca, no Estácio, Zona Norte do Rio, vai ganhar dois condomínios residenciais com 998 apartamentos. A construção, no âmbito do programa federal Minha Casa Minha Vida, contará com um investimento total de $R62.873.926,72, sendo R$11.247.544,44 de contrapartida do Governo do Estado pela cessão do terreno, que pertence à Companhia Estadual de Habitação (Cehab), vinculada à Secretaria de Habitação.

Os conjuntos habitacionais serão ocupados, preferencialmente, por moradores de áreas de risco das comunidades da vizinhança. O cadastramento foi realizado pela Prefeitura do Rio, conforme acordo firmado em abril de 2011.

- O empreendimento será destinado a famílias com renda de até três salários mínimos e está enquadrado nas novas determinações do Ministério das Cidades, que preveem a destinação de 3% das moradias  a idosos com mais de 60 anos e 3% a portadores de necessidades especiais - afirmou o secretário de Habitação, Rafael Picciani.

Os condomínios terão 43,5 mil metros quadrados de área construída. Cada apartamento, com dois quartos, sala, banheiro, cozinha e área de serviço, terá 43,23 metros quadrados. O empreendimento, que será construído pela EMCCAMP Residencial S/A , terá ainda guarita, centro comunitário, quadra, áreas livres gramadas, administração, depósito de lixo e cinco postos de coleta complementar.

O valor unitário dos imóveis será de R$62.999,71. As unidades serão entregues em 16 meses.

Responsável pelas obras de demolição, o Estado também fará a instalação da rede de água e de esgotamento, a drenagem, a iluminação, a pavimentação, a recuperação e a execução de muro divisório, a recuperação de pórtico e o paisagismo da área.

Os conjuntos serão identificados com os nomes de Ismael Silva e Zé Keti, dois dos maiores compositores cariocas, já falecidos, que foram criados no bairro.

Imprimir