Logotipo IOERJPágina Principal
quarta, 20 de novembro de 2019
Entrar
Usuário:

Senha:

Lembrar-se



Esqueceu a senha?

Notícias
Diário Oficial : Aeronave equipada com cisterna vai combater incêndios florestais
em 13/05/2016 09:55:47 (438 leituras)




O Corpo de Bombeiros ganhou um importante reforço no combate a incêndios florestais em unidades de conservação do Estado do Rio. Um avião turbo-hélice com cisterna para armazenar 1,8 mil litros de água foi disponibilizado à corporação militar pela Secretaria de Ambiente, em cerimônia realizada ontem, no Aeroporto de Jacarepaguá, na Barra da Tijuca.

O avião turbo-hélice Airtractor modelo 502B vai atuar na extinção de focos de incêndio, através do lançamento de água ou produtos químicos.

PATRULHAMENTO

As aeronaves usadas no combate aos incêndios são uma vantagem devido à sua capacidade de atacar rapidamente as labaredas, impedindo que o fogo sealaestre e ganhe força, além de alcançarem terrenos inacessíveis por terra. Outro benefício é o rápido deslocamento entre os focos de incêndio, protegendo homens e materiais.

O secretário do Ambiente, André Corrêa, destacou que a aeronave foi adquirida com recursos privados oriundos de compensação ambiental e será uma importante ferramenta de combate às chamas.

- O Corpo de Bombeiros é um parceiro estratégico do Ambiente, assim como a Polícia Militar, e o que pudermos fazer para equipar os bombeiros e as Unidades de Policiamento ambiental, nós vamos fazer. A partir de agora, com este reforço, vamos melhorar as ações para o combate aos focos de incêndios – disse André Corrêa.

O secretário da Defesa Civil e comandante-geral do Corpo de Bombeiros, coronel Ronaldo Alcântara, ressaltou a importância da parceria com o Ambiente.

- O avião vai nos permitir atuar no patrulhamento para identificar focos de incêndio no seu início e também no combate às chamas – explicou o coronel.

A aeronave pode ser empregada em outras atividades, tais como no patrilhamento aéreo de unidades de conservação, assim como no transporte de homens e equipamentos de combate terrestre durante operações. O turbo-hélice ficará à disposição do Inea (Instituto Estadual do Ambiente), Bombeiros e polícias Militar e Civil.

Leia a notícia no Diário Oficial.

Imprimir