Logotipo IOERJPágina Principal
sexta, 15 de novembro de 2019
Entrar
Usuário:

Senha:

Lembrar-se



Esqueceu a senha?

Notícias
Diário Oficial : Cecierj amplia acesso à formação de qualidade
em 12/05/2016 10:03:00 (430 leituras)




A Fundação Cecierj, vinculada à Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação, vem se afirmando como referência nacional e internacional na modalidade de Educação a Distância. A iniciativa - que triplicou suas vagas e dobrou a quantidade de polos de atendimento a partir de 2007 - atende atualmente a cerca de 100 mil estudantes de diversas faixas etárias e poderes aquisitivos.

O sucesso no Rio prossegue com a perspectiva de integrar todos os serviços nos núcleos espalhados pelo estado - os polos totais. Dois deles já se encaminham para adotar este modelo: Rocinha e Resende. Além da graduação, a Fundação Cecierj contempla, basicamente, a Rede Ceja (Centro de Educação de Jovens e Adultos) e o Pré-Vestibular Social.

- Este modelo permite uma ampla trajetória de formação ao aluno. Existem experiências exitosas de ensino a distância no mundo, mas não há outro lugar em que se tenha todas estas trajetórias abertas - afirmou o presidente da instituição, Carlos Eduardo Bielschowsky.

Os cursos de gradução semipresenciais são vinculados ao consórcio Cederj, formado pelas universidades públicas Uerj, UFF, UFRJ, UFRRJ, UniRio, Uenf e Cefet/RJ. Sua proposta é levar àqueles que vivem no interior a possibilidade de frequentar uma graduação de qualidade. Este consórcio, formado pelas principais universidades públicas instaladas no estado, oferece vagas em 15 cursos.

O modelo semipresencial oferece ao estudante materiais didático impresso e digital gratuitos, tutoria presencial especializada nos polos regionais, laboratório, bibliotecas e avaliações presenciais.

SONHOS REALIZADOS

No último período da faculdade de Pedagogia pelo Consórcio Cederj, Valéria Lima, de 48 anos, sonha em abrir na comunidade onde vive, na Gávea, um projeto social de alfabetização de adultos.

- Tinha a prática, mas não a teoria. Agora conto com um conhecimento maior para aplicar o projeto na minha comunidade. Estou muito feliz com a possibilidade de completar o Ensino Superior pela UFF - disse Valéria.

Sua filha, Camila, de 29 anos, também encaminhou os estudos da mesma maneira. Cursando Turismo pelo Cefet/RJ, quer trabalhar em agências de viagens.

- Vou para o quinto período. O ensino a distância é a melhor alternativa para quem não tem tempo de estudar de forma presencial.

Leia a notícia no Diário Oficial.

Imprimir