Logotipo IOERJPágina Principal
sexta, 22 de janeiro de 2021
Entrar
Usuário:

Senha:

Lembrar-se



Esqueceu a senha?

Notícias
Diário Oficial : Projeto Talentos RJ investe em atletas para Olimpíadas
em 21/05/2015 09:22:32 (778 leituras)



O projeto Talentos RJ, que recebe apoio da Secretaria de Esporte, Lazer e Juventude, por intermédio da Lei de Incentivo ao Esporte, está investindo em atletas para as Olimpíadas de 2016. Um dos beneficiados é o velocista Jefferson Liberato, que começou a praticar atletismo na Escola Municipal Silveira Sampaio, famosa por revelar talentos da modalidade.

Desde pequeno, o atleta esteve envolvido com as artes. Ainda menino, deu os primeiros passos na dança. Aos 11 anos, por livre e espontânea vontade, começou a praticar atletismo. Com 14 anos, o então iniciante estreou em competições internacionais e ficou com o segundo lugar.

“Participei dos Jogos Sul-Americanos e ainda praticava salto em distância. Foi ali que decidi que queria o atletismo para a minha vida”, afirmou Jefferson, que hoje tem 24 anos e treina na Vila Olímpica do Mato Alto, em Jacarepaguá.

Atualmente, suas especialidades são os 100 e 200 metros. Ele também é um dos quatro integrantes da equipe da seleção brasileira de revezamento 4x100, que acaba de conquistar a vaga para os Jogos de 2016, ao ficar em quarto lugar no Mundial de Revezamentos no início deste mês em Nassau, nas Bahamas.

“Ainda teremos este ano o Pan-Americano, em julho, e o Mundial de Atletismo, em agosto. São as duas competições importantes que antecedem os Jogos Olímpicos. Se Deus quiser, vou garantir os índices nas provas individuais e que já servirão também de treinamento para 2016”, disse o atleta.

Participar de provas com Usain Bolt não é novidade para Jefferson Liberato. O atleta já correu ao lado do velocista jamaicano, atual recordista mundial e detentor de seis medalhas olímpicas de ouro, em desafios de atletismo no Rio de Janeiro.

“Não consigo enxergá-lo como ídolo e sim, como rival. Os atuais velocistas são muito bons”, explicou Jefferson.

Melhor marca da  carreira foi em 2013

A melhor marca da carreira foi em 2013, em um torneio em São Paulo. O atleta fez 100 metros com o tempo de 10s17.

Entre um treinamento e outro, Jefferson dedica dois dias na semana para dar aulas de dança no colégio onde foi descoberto, em Curicica, na Zona Oeste da cidade.

“É uma forma de dar novas oportunidades. Como formando de educação física, não podemos nos limitar a um esporte apenas”, disse o atleta.


Leia a notícia no Diário Oficial

Imprimir