Logotipo IOERJPágina Principal
quarta, 30 de setembro de 2020
Entrar
Usuário:

Senha:

Lembrar-se



Esqueceu a senha?

Notícias
Diário Oficial : Alunos de Edificações ganham laboratório de sistemas construtivos
em 01/04/2015 09:36:24 (663 leituras)


Os 228 alunos do curso técnico em Edificações do Centro Interescolar Estadual Miécimo da Silva, em Campo Grande, na Zona Oeste, agora contam com um laboratório de sistemas construtivos de última geração.  Inaugurado ontem,  o espaço foi construído a partir de uma parceria entre o Estado, por meio da Secretaria de Educação, e a empresa Lafarge.


 

 

Com investimento de R$ 400 mil, o laboratório de 80 metros quadrados conta com áreas para testes de cimento e agregados, e de concreto e argamassa. O colégio é uma das 28 unidades do programa Dupla Escola, que alia o Ensino Médio Integrado à Educação Profissional.

 

 

“Quero transformar o máximo de escolas em horário integral para dar oportunidades aos jovens de realizarem o Ensino Médio e saírem com uma profissão. Já temos muitas unidades em parceria com o setor privado e vamos fazer uma série de outras. Não há ambiente melhor do que a escola, porque é aqui que os cidadãos são formados”,  disse o governador Luiz Fernando Pezão.

 

 

O secretário de Educação, Antônio Neto, destacou a importância da formação de profissionais para atuarem na indústria da Construção Civil e de Transformação.

 

“A ideia é juntar as duas forças: a experiência do setor público na área de Educação e a agilidade do setor privado para que possamos fazer um curso profissionalizante com mais qualidade”, afirmou o secretário.

 

Preparação para o mercado de trabalho

 

Aos 27 anos, o pintor André Luiz Pereira cursa o segundo ano no turno da noite e acha que o laboratório vai ajudar a ampliar conhecimentos.

 

 

“Veremos na prática tudo que aprendemos na teoria. O professor fala em sala de aula e muitos alunos não conhecem os equipamentos e materiais, principalmente na parte de geometria. Com o laboratório vai melhorar 100%, porque a prática que vai nos levar à perfeição”, explicou André.

 

 

No último ano do Ensino Médio, Rebeca Estêvão Dias, de 17 anos, pretende cursar Engenharia Civil depois que terminar a escola.

 

 

“Já tivemos bastante embasamento técnico e teórico e agora vamos poder vivenciar a profissão. Aqui aprendemos também sobre postura profissional e já chegaremos à faculdade com um conhecimento a mais em relação aos outros alunos”, disse Rebeca.

 

Leia a matéria no Diário Oficial
Imprimir