Logotipo IOERJPágina Principal
quarta, 16 de outubro de 2019
Entrar
Usuário:

Senha:

Lembrar-se



Esqueceu a senha?

Notícias
Diário Oficial : Programa Reforço Escolar eleva aprendizado na rede estadual
em 30/10/2014 09:35:14 (600 leituras)



Apostilas especiais, aulas mais dinâmicas, jogos, aplicativos de celular e as redes sociais são recursos utilizados pelos professores do programa Reforço Escolar, do Governo do Estado, oferecido em 654 escolas. Atualmente, o projeto beneficia cerca de 225 mil estudantes e já capacitou 1,8 mil docentes.

O Reforço Escolar foi uma das ferramentas da Secretaria de Educação que permitiram a melhora do desempenho da rede estadual de ensino no Ideb (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica) 2013/2014. O Estado do Rio saiu da 15ª posição para o atual 4° lugar no ranking nacional.

Aluna do 9º ano do Colégio Estadual Hilton Gama, em São João de Meriti, na Baixada Fluminense, Sarah Azevedo, de 15 anos, viu suas notas em Matemática saltarem de 2,0 para 9,0 em apenas um bimestre.

"Cheguei a tirar 10 em uma prova. Gosto das aulas e o professor pode dar uma atenção extra. Mesmo com notas mais altas, quero continuar com o reforço", afirmou Sarah.

O responsável por ajudar a jovem a ter um melhor desempenho na disciplina é o professor William Oliveira. Usando jogos, aplicativos de celular e uma rede social para envio de material sobre o conteúdo das aulas, ele acredita que a didática é o grande diferencial do projeto.

"Revemos as questões que os alunos tiveram dificuldades no Saerjinho e acompanho os boletins para avaliar a evolução de cada um. Gosto de usar ferramentas que deixam a aula mais lúdica e interessante", explicou William.

Busca constante pelo aprendizado- Apesar do histórico de boas notas, Michael Felipe Barreto, de 14 anos, aluno da 1ª série do Ciep Professora Alaíde de Figueiredo Santos, em São Gonçalo, decidiu participar das aulas de reforço de Português oferecidas na escola.

"A gente esquece algumas coisas e as aulas reforçam o que aprendo em sala de aula. Melhorei em redação e gramática", disse o estudante.

A professora Andrea Costa, responsável pelo reforço de Português no Ciep, acredita que as aulas permitem ao professor ter mais tempo para ouvir os estudantes.

"Nosso papel, além de ensinar a disciplina, é motivar os alunos a continuar. Alguns só precisam de um empurrãozinho para melhorar. O objetivo é estimular a leitura, a escrita e a compreensão dos textos", afirmou Andrea.

Ferramentas para a mudança- O Reforço Escolar foi criado em 2012, durante o processo de replanejamento da Educação, com o objetivo de elevar o nível do ensino nas escolas estaduais.

"O Rio de Janeiro tinha índices consideráveis de reprovação e distorção de idade-série. Para mudar este quadro, foram criados o Currículo Mínimo, para padronizar a aprendizagem para toda a rede, e o Saerjinho. Em seguida, veio o Reforço Escolar. Oferecemos formação especial aos professores do projeto e pagamos gratificação extra", explicou o subsecretário de Gestão do Ensino da Secretaria de Educação, Antonio Neto.

Além do Reforço Escolar, a grade curricular passou a ter as disciplinas de Produção Textual e Resolução de Problemas Matemáticos, com objetivo de facilitar o aprendizado de Português e Matemática.


Leia a notícia no Diário Oficial

Imprimir