Logotipo IOERJPágina Principal
quinta, 1 de outubro de 2020
Entrar
Usuário:

Senha:

Lembrar-se



Esqueceu a senha?

Notícias
Diário Oficial : Grupamento Aéreo tem primeira mulher piloto
em 06/11/2013 09:50:00 (2101 leituras)



Com 22 anos de Polícia Militar e atuando há 7 como piloto de helicópteros, a tenente-coronel Clarisse Antunes entrou para a história da corporação há cerca de três meses, quando assumiu o posto de subcomandante do Grupamento Aéreo Marítimo (GAM). Clarisse é a primeira mulher a comandar mais de 100 policiais da tropa de elite da aviação da PM. 

Com 500 horas de voo no currículo, Clarisse tem permissão para pilotar quatro diferentes aeronaves e acaba de concluir um curso para a condução de um helicóptero blindado que carrega 13 tripulantes. Atualmente, muitas das missões da piloto incluem imageamento e monitoramento aéreo, que dão suporte a operações do Bope (Batalhão de Operações Policiais Especiais) em comunidades conflagradas, por exemplo.

"Tenho muito orgulho de fazer parte da PM e de estar na aviação. A tropa ama o que faz, eles são muito dedicados e esforçados", disse a policial, de 42 anos de idade.

Mãe de duas filhas adolescentes e moradora de Campo Grande, a subcomandante acredita ser difícil, no momento, encontrar tempo para outras atividades além da profissional, mas garante que o empenho vale a pena.

"Quando entro na aeronave, não penso em nada além da missão. Voar é uma gratificação incrível. Isso independe de sexo. Seja mulher ou homem, o que importa é se empenhar e se dedicar ao máximo", afirmou a subcomandante, que já serviu nos batalhões de Jacarepaguá, Bangu e Leblon.

Além das qualidades profissionais, os policiais do GAM reconhecem em Clarisse alguns atributos tipicamente femininos, que ajudam na convivência.

"Acho que ela valoriza mais o fator humano. Tem sempre preocupação em estarmos descansados e bem fisicamente para tripular as máquinas", disse o sargento Wagner Batista.


Leia a matéria no Diário Oficial.

Imprimir