Logotipo IOERJPágina Principal
sábado, 11 de julho de 2020
Entrar
Usuário:

Senha:

Lembrar-se



Esqueceu a senha?

Notícias
Diário Oficial : Começa a etapa principal do esgotamento sanitário do Eixo Olímpico
em 26/09/2013 10:17:29 (838 leituras)




A etapa principal das obras de esgotamento sanitário do Eixo Olímpico, na Barra da Tijuca, começou a ser executada ontem. Os trabalhos, realizados pela Cedae e Secretaria do Ambiente, entraram na fase jet grouding, em que a máquina abre um túnel e faz a concretagem simultaneamente.

Orçadas em R$ 70 milhões, as intervenções têm 40% do andamento concluído. As tubulações ligarão a rede de esgotos da região à nova elevatória Olimpíadas, localizada na Rua Imperatriz Leopoldina. Elas terão capacidade para bombear até 1,1 mil litros de esgoto por segundo para a Estação de Tratamento da Barra.

- Já estamos finalizando o poço de 14 metros de profundidade, onde instalaremos o sistema de bombeamento. Isso permite que nos antecipemos aos problemas. Esta é uma obra projetada para o crescimento da região nos próximos 25 anos. As construções que chegarem já estarão conectadas - afirmou o presidente da Cedae, Wagner Victer.

Para o secretário do Ambiente, Carlos Minc, as obras na estação Olimpíadas representam uma peça estratégica do que falta executar do saneamento nas áreas onde ocorrerão as competições de 2016. Ele destacou ainda que o Fecam (Fundo Estadual de Conservação Ambiental e Desenvolvimento Urbano) já investiu cerca de R$ 700 milhões no tratamento de esgoto de toda bacia do sistema lagunar da Barra da Tijuca, Recreio e Jacarepaguá.

- Do ponto de vista do saneamento formal da Barra, Recreio e Jacarepaguá, passamos de zero para 60% de esgoto tratado nos últimos seis anos. São estações de tratamento, emissário submarino de cinco quilômetros e 22 elevatórias. Já temos mais R$ 500 milhões do Fecam para fazer mais redes, conexões e elevatórias que faltam, nos próximos dois anos, e concluirmos nosso compromisso em setembro de 2015, antes do cronograma - disse Minc.

O secretário afirmou ainda que o Governo do Estado vai iniciar, em outubro, as obras de dragagem nas lagoas da região. Segundo Minc, estão previstas a construção de uma ilha ecológica, a ampliação do Quebra-Mar em mais 180 metros e de cinco estações de barcas, que serão operadas pela prefeitura.

Leia a matéria no Diário Oficial.

Imprimir