Logotipo IOERJPágina Principal
terça, 14 de julho de 2020
Entrar
Usuário:

Senha:

Lembrar-se



Esqueceu a senha?

Notícias
Diário Oficial : Linha 4: concessionária oferece curso de inglês
em 20/09/2013 09:51:30 (830 leituras)


Jovens moradores do conjunto habitacional Cruzada São Sebastião, no Leblon, terão, a partir da próxima semana, uma chance de aprender um novo idioma. O grupo de 25 pessoas, de 14 a 20 anos, vai começar a ter aulas de inglês gratuitas pelo projeto Cruzando Fronteiras, criado e mantido pelo Consórcio Linha 4 Sul, responsável pelas obras do metrô que vai ligar Ipanema e Gávea. Os professores são do Sesi (Serviço Social da Indústria).

As aulas de inglês são uma das três frentes de trabalho social do Linha 4 Sul com a Cruzada, que conta também com cursos profissionalizantes gratuitos para pedreiros, eletricistas e soldadores (projeto Jovem Aprendiz) e com a oferta de empregos no canteiro de obras.

- A ideia do curso foi uma provocação do nosso diretor, em razão dos eventos internacionais que o Rio vai receber e da necessidade desses jovens falarem pelo menos o inglês básico, para aproveitarem as oportunidades de emprego que vão surgir. Fizemos uma proposta à associação de moradores, eles aceitaram e hoje já é uma realidade -, disse Wilson Busanello, gerente administrativo-financeiro do consórcio.

Segundo Busanello, está prevista a abertura de inscrições para uma nova turma, já no próximo mês. Cada grupo terá aulas de duas horas, duas vezes por semana. O curso é dividido em três módulos: básico, intermediário e avançado. Para se inscrever na próxima turma, os interessados devem procurar a associação de moradores.

Nova chance para aprender o idioma.

Uma das alunas atuais é Indynara Rosa, de 14 anos, que admite ter dificuldade para aprender o idioma, mas não quer perder a nova chance. Ela já foi aluna de um curso de renome, pago pelo empregador de seu pai, mas repetiu duas vezes e teve que sair.

- Estou procurando emprego para ajudar na renda familiar e vejo que saber inglês é muito importante. Além disso, quero trabalhar durante as Olimpíadas, dando informações a estrangeiros -, explicou a jovem.

Leia a matéria no Diário Oficial.

Imprimir