Logotipo IOERJPágina Principal
sábado, 11 de julho de 2020
Entrar
Usuário:

Senha:

Lembrar-se



Esqueceu a senha?

Notícias
Diário Oficial : Serviços de Odontologia se multiplicam na rede estadual
em 10/09/2013 09:31:01 (2015 leituras)


O atendimento de odontologia está se expandindo pela rede estadual de saúde em projetos para públicos específicos. Auxílio no tratamento de lesões provocadas por quimioterapia, atendimento a portadores de necessidades especiais e ajuda na recuperação de internados em UTI são alguns dos exemplos. De forma inédita na rede, o Hospital Estadual da Criança, inaugurado há seis meses, já oferece tratamento dentário a laser para pequenos pacientes com câncer.

- Logo na primeira sessão, as crianças ficam animadas porque não sentem dor e têm a luz do laser, que é a sensação da garotada - explicou a coordenadora de odontologia do hospital, Melina Guedes Cavalcanti.

No Hospital Estadual Eduardo Rabello, em Campo Grande, unidade da rede referência para a terceira idade, os internados na Unidade Intermediária (UI) começaram a receber atendimento odontológico diário oferecido por uma equipe de cinco dentistas. O serviço foi implantado plenamente em agosto. O trabalho complementa o atendimento ambulatorial que já é oferecido no hospital. Em 2012, mais de 22 mil procedimentos odontológicos foram realizados, beneficiando cerca de 5 mil pacientes. Está prevista ainda para este semestre a criação de um laboratório de prótese e consultório.

Além do Eduardo Rabello, o Hospital Albert Schweitzer, em Realengo, oferece serviço de odontologia hospitalar. A equipe trabalha diariamente fazendo revisão nos pacientes da UTI. Mais de 3,2 mil procedimentos foram realizados desde que o serviço foi implementado, em março de 2013.

- Estamos capacitando equipes para que, em breve, todas as unidades da rede tenham odontologia hospitalar nas UTIs - disse a coordenadora do serviço de odontologia nas unidades próprias da Secretaria de Saúde, Viviane Albuquerque.

Novos rostos, novas vidas.

O Hospital Adão Pereira Nunes, em Saracuruna, tornou-se referência em cirurgia bucomaxilofacial no Estado do Rio. Funcionando três dias da semana em centro cirúrgico e 24 horas na emergência do trauma, o serviço mantém boa média de cirurgias por mês: cerca de 18 eletivas e de emergência.

No Hospital Rocha Faria, em Campo Grande, o projeto Sorriso Especial já atendeu 7 mil pacientes portadores de necessidades especiais e realizou mais de 2 mil procedimentos, desde 2000.

- Muitos pacientes são comprometidos neurologicamente, por isso procuramos fazer o tratamento em duas etapas, no máximo. Nosso maior desafio é criar uma estrutura capaz de absorver a demanda reprimida pela falta de serviços especializados - afirmou o coordenador do projeto, Claudio Fernandes.

Leia a matéria no Diário Oficial.

Imprimir