Logotipo IOERJPágina Principal
terça, 14 de julho de 2020
Entrar
Usuário:

Senha:

Lembrar-se



Esqueceu a senha?

Notícias
Diário Oficial : Projeto social com o apoio do Estado revela 1ª judoca campeã mundial
em 03/09/2013 09:34:15 (874 leituras)


Com uma campanha histórica no Campeonato Mundial de Judô Rio 2013, a carioca Rafaela Silva, de 21 anos, foi a primeira brasileira a ganhar uma medalha de ouro em um torneio mundial do esporte. Nascida na Cidade de Deus, na Zona Oeste do Rio, a grande campeã da categoria leve (até 57 kg) é aluna do Instituto Reação, fundado pelo ex-atleta Flávio Canto para ensinar judô em comunidades de baixa renda, e que conta com o apoio do Governo do Estado.

Criado em 2003, Instituto Reação oferece aulas em cinco polos de ensino localizados nas comunidades da Rocinha, Pequena Cruzada, Tubiacanga e Cidade de Deus, onde treina Rafaela. Atualmente, cerca de mil jovens atletas, a partir de 4 anos de idade, são beneficiados pelo projeto social.

- No Instituto Reação, aprendi tudo o que sei de judô. Esta oportunidade transformou minha vida. Quando estou na Cidade de Deus, as pessoas me chamam para treinar. Acho muito legal ver os jovens se espelhando no meu exemplo - disse Rafaela.

Tatame com tecnologia de ponta

A Secretaria de Esporte e Lazer cede ao Instituto Reação espaço para atividades no Complexo Esportivo da Rocinha. A construção do local fez parte do pacote de obras do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento). Após a inauguração, em 2010, o instituto, que já funcionava na comunidade, passou a utilizar as instalações do local, que também abriga a sede administrativa do projeto. O espaço também possibilitou a aquisição de um tatame especial, considerado o melhor do país.

- Para o Mundial de Judô, as equipes estrangeiras vieram até a sede na Rocinha para treinar em nosso tatame, que conta com tecnologia de ponta. Isso inspira os alunos do projeto -, afirmou  a coordenadora do Instituto Reação, Joana Miraglia.

Medalhistas agradecem incentivo ao Mundial

Seis atletas medalhistas do Mundial de Judô do Rio estiveram ontem no Palácio Guanabara, para agradecer, em nome da Confederação Brasileira de Judô, o apoio do Governo do Estado na realização do torneio internacional. Encerrada no domingo (1/09), a competição teve a participação de 786 atletas de 126 países.

A judoca Rafaela Silva foi destaque na solenidade, que também contou com a presença de Érika Miranda (prata), Maria Suelen Altheman (prata), Mayra Aguiar (bronze) e Sarah Menezes (bronze).

O presidente da Confederação Brasileira de Judô, Paulo Wanderley Teixeira, destacou o apoio do Estado durante os anos que antecederam o Mundial de 2013.

- Lutamos pela realização do Mundial de Judô no Rio desde 2009, e o Governo do Estado foi o grande promotor do evento, nos dando suporte e incentivo ao longo destes quatro anos. No quadro geral de medalhas, o Brasil ficou em terceiro lugar, e isso demonstra a performance do judô brasileiro. O sucesso vai ficar registrado na História - afirmou Teixeira.

Leia a matéria no Diário Oficial.

Imprimir