Logotipo IOERJPágina Principal
quinta, 1 de outubro de 2020
Entrar
Usuário:

Senha:

Lembrar-se



Esqueceu a senha?

Notícias
Diário Oficial : PM reforça atuação para a Jornada Mundial da Juventude
em 23/05/2013 09:16:59 (956 leituras)


Depois de três anos de preparação para os grandes eventos, a Polícia Militar está pronta para garantir a segurança do Papa Francisco e dos milhares de peregrinos que visitarão o Rio de Janeiro. Efetivo extra no policiamento ostensivo, ocupação de comunidades e radiopatrulhamento aéreo estão entre as frentes de atuação da PM durante a Jornada Mundial da Juventude (JMJ), em julho.

Segundo o chefe do Escritório de Planejamento para a JMJ, Copa 2014 e Jogos Olímpicos de 2016, tenente-coronel Edison Duarte, já estão definidas as estratégias de policiamento em Guaratiba, onde será realizada uma vigília e a missa de encerramento da jornada.

- Ocuparemos as comunidades da Rola, Aço, Cesarão e Antares, em Guaratiba. Reforçaremos o número de homens nos terminais de transporte, teremos policiamento extraordinário voltado para a rota de peregrinos, montaremos um posto de comando e controle na região. Além disso, teremos a atuação do Regimento de Polícia Montada, do Batalhão de Choque e do Batalhão de Ações com Cães, que também fará a varredura dos locais por onde o Papa vai passar - disse Duarte.

Contrapartida financeira pelo RAS.

Pelo ar, a vigilância será feita por três helicópteros do Grupamento Aéreo Marítimo. As aeronaves contam com câmeras de alta definição, capazes de registrar imagens noturnas a mais de 16 quilômetros de distância.

Para aumentar o número de policiais nas ruas, haverá o cancelamento de férias, folgas e redução de efetivo de expedientes internos, com a contrapartida financeira do Regime Adicional de Serviço da PM (RAS).

Além do treinamento diário, os agentes participam desde 2009 de cursos de qualificação e visitas a países com experiência em grandes eventos. Treinamento em situação de confronto e simulações no Cristo Redentor foram alguns dos preparativos.

- Não é só colocar milhares de policiais nas ruas. A questão é criar condições de segurança para que o evento ocorra sem problemas - afirmou Duarte.

Leia a matéria no Diário Oficial.

Imprimir