Logotipo IOERJPágina Principal
terça, 29 de setembro de 2020
Entrar
Usuário:

Senha:

Lembrar-se



Esqueceu a senha?

Notícias
Diário Oficial : Projeto social atende 600 crianças e jovens em áreas com UPPs
em 10/05/2013 09:57:16 (1009 leituras)




Cerca de 600 crianças e jovens de áreas com Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs) têm a oportunidade de aprender música clássica. Dividido em núcleos, o projeto Ação Social pela Música funciona no Morro Dona Marta, na Zona Sul, beneficiando as comunidades Santa Marta, Pavão-Pavãozinho, Babilônia e Chapéu-Mangueira. Na Zona Norte, o Morro dos Macacos e o Complexo do Alemão recebem as aulas. Cidade de Deus, na Zona Oeste, também participa da iniciativa.

Morador do Pavão-Pavãozinho, Luiz Hortêncio tem apenas 11 anos, mas já sabe o que quer ser quando crescer: violoncelista. Há três anos frequentando o curso na comunidade Santa Marta,  o jovem aprendeu a tocar o instrumento e melhorou o desempenho na escola. A irmã, Maria Luisa, de 8 anos, também é aluna do projeto.

- Adoro as aulas. Desde o início, gostei do violoncelo. Melhorei na escola e já sei que quero ser músico quando crescer - afirmou Luiz.

De acordo com o coordenador pedagógico da ação, Julio Camargo, as aulas de reforço de Português e Matemática são um complemento ao ensino dos instrumentos.

- A evolução que as crianças apresentam no aprendizado se reflete nas aulas de música e viceversa - explicou o coordenador.

Coordenadora do projeto, a violoncelista Fiorella Solares acredita que a experiência nas comunidades pacificadas desde a implantação da iniciativa no Morro Santa Marta, em 2009, tem superado expectativas.

- Eles aprendem a ter concentração e responsabilidade, que são  transferidos para a profissão e para qualquer área da vida deles. A grande cereja do bolo é ver a mudança de mentalidade dos pais e dos familiares desses jovens, que não acreditavam na capacidade deles de aprender um instrumento clássico. Agora, eles têm orgulho de ver o filho tocar em uma orquestra - disse Fiorella.

Leia a matéria no Diário Oficial.

Imprimir