Logotipo IOERJPágina Principal
segunda, 28 de setembro de 2020
Entrar
Usuário:

Senha:

Lembrar-se



Esqueceu a senha?

Notícias
Diário Oficial : Agentes da Operação Barreira Fiscal participam de capacitação
em 08/05/2013 10:22:48 (2214 leituras)




Para reforçar a atuação em seus postos, a Operação Barreira Fiscal, da Secretaria de Governo, iniciou ontem a qualificação de agentes para a fiscalização de cargas perigosas. Ministrada por um representante do Grupamento de Operações com Produtos Perigosos do Corpo de Bombeiros, a palestra tem o objetivo de ajudar os fiscais a identificar as cargas e saber como agir em cada situação.

Na primeira etapa, 150 agentes da Operação Barreira Fiscal serão capacitados. Amanhã, outra turma assistirá à aula. No curso, eles aprendem a identificar as cargas a partir das sinalizações nos produtos, como a fiscalização deve ser feita, se a carga pode ser aberta ou não e quais os tipos de risco.

- O grande detalhe da Operação é a fiscalização do recolhimento de ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) em trânsito, ou seja, paramos todo e qualquer tipo de carga. Dentre elas, existe a possibilidade de produtos químicos - explicou o coordenador policial da Barreira Fiscal, major Rogério Jackes da Silva.

Agente da Operação Barreira Fiscal há três anos, o sargento da Polícia Militar Fábio Azevedo conta que já se deparou com cargas perigosas no posto de Itatiaia, como combustíveis e produtos radioativos e tóxicos.

- Este curso é muito importante, principalmente para a identificação correta das cargas. No caso dos produtos radioativos, temos medo de manusear porque não sabemos como é armazenado - disse Azevedo.

Treinamento fortalece fiscalizações

Atuando no município de Campos dos Goytacazes, o capitão da PM Antonio Wilson Santos destacou que a atuação dos agentes nas operações vai além da fiscalização de arrecadação. Segundo o fiscal, o treinamento é fundamental para o trabalho do grupo.

- Nas estradas, em uma rodovia ou em uma divisa de estado, nos deparamos com vários tipos de situações, além da fiscalização do ICMS. São casos policiais e criminais. Estamos ali para coibir qualquer tipo de ilícito que possa acontecer - afirmou Santos. 

Leia a matéria no Diário Oficial.

Imprimir