Logotipo IOERJPágina Principal
quinta, 1 de outubro de 2020
Entrar
Usuário:

Senha:

Lembrar-se



Esqueceu a senha?

Notícias
Diário Oficial : Concurso de robótica leva internas do Novo Degase à Alemanha
em 06/05/2013 09:56:15 (1447 leituras)




Duas alunas do Centro de Socioeducação Professor Antonio Carlos Gomes da Costa, vinculado ao Novo Degase, foram convidadas a participar do campeonato Open European Championship/First Lego League, festival de robótica que será realizado a partir de amanhã, na Alemanha. A construção de uma cadeira-

sambista é um dos trabalhos que será apresentado. Elas vão competir com 54 equipes de 45 países diferentes.

Este ano, a competição tem como objetivo dar soluções para o bem-estar do idoso. Pesquisando junto às escolas de samba,  as alunas descobriram que a ala das baianas sofre baixas em função do peso da roupa, cerca de 30kg, que impede as participantes de evoluírem na avenida.

Com a cadeira, a baiana poderá controlar a evolução com os pés. O protótipo sustenta o peso da fantasia e oferece os comandos para os movimentos exigidos pelas regras do desfile.

A professora Sandra Caldas, que acompanha as jovens nesta viagem junto com dois profissionais do Novo Degase, está no projeto desde 2008. Ela explica que a iniciativa trouxe a possibilidade de as alunas mostrarem o seu trabalho em escolas municipais.

- Esse projeto pioneiro é um aprendizado para todos nós. Já pensamos em novos cursos em que essas alunas, agora em regime de semiliberdade, possam aplicar e dar continuidade ao que aprenderam - disse Sandra.

A iniciativa entre a Secretaria de Educação e o Novo Degase com a Lego Education possibilita que jovens que cumprem medidas socioeducativas participem de oficinas de arte e construção. O objetivo é estimular a criatividade na produção de animações e peças de robótica.

Ações culturais ajudam na reintegração

A equipe  desenvolve vários projetos  culturais que  têm como objetivo reintegrar os jovens à sociedade. Com a temática meio ambiente, as alunas já realizaram o filme “Amigo do Rio”, que recebeu o reconhecimento da Agência Nacional de Água. Outra iniciativa proporcionou a produção de um vídeo sobre palavras de origens africanas e indígenas. Em 2011, as jovens conquistaram o prêmio da Microsoft, na categoria animação.

Imprimir