Logotipo IOERJPágina Principal
terça, 29 de setembro de 2020
Entrar
Usuário:

Senha:

Lembrar-se



Esqueceu a senha?

Notícias
Diário Oficial : Novas unidades estaduais vão capacitar mais de dois mil alunos por ano
em 02/05/2013 10:13:37 (960 leituras)




SIlVA JARDIM -
O Estado do Rio ganhou dois novos Centros Vocacionais Tecnológicos (CVTs), na terça-feira (30/4). As unidades da Faetec (Fundação de Apoio à Escola Técnica), instituição vinculada à Secretaria de Ciência e Tecnologia, foram inauguradas nos municípios de São Gonçalo, na Região Metropolitana, e em Silva Jardim, nas Baixadas Litorâneas. O governador Sérgio Cabral e o vice-governador e coordenador de Infraestrutura, Luiz Fernando Pezão, visitaram os centros.

O  36º CVT do estado, em Silva Jardim, pode capacitar 1,4 mil alunos anualmente. Segundo o vice-governador, o Estado tem priorizado os ensinos Médio e Profissionalizante.

- É importante investir em uma educação profissionalizante, porque o Rio é o estado que oferece a maior taxa de empregabilidade no país - afirmou Pezão.

Matriculada em Bordado e Customização, Lesllye Espíndola quer aprender mais sobre confecção de roupas.

- Conquistar o diploma será um sonho - disse Lesllye.

Em São Gonçalo, o 37º CVT, em Colubandê, vai formar 1,7 mil alunos por ano. Os cursos técnicos em Petróleo e Gás e em Informática, com duração de um ano e meio cada um, são os destaques. 

- É uma oportunidade de ouro para a população. O CVT será o “trampolim” para o Comperj. Esses diplomas são os cartões de visita dos alunos para as empresas nacionais e multinacionais - disse Cabral.

São Gonçalo ganha investimentos

Durante a inauguração do CVT de São Gonçalo, o governador anunciou o lançamento de um pacote de obras para o município, em junho. A cidade, que já recebeu melhorias no valor de cerca de R$ 500 milhões, terá investimentos de mais de R$ 1 bilhão em obras.

- Vamos inaugurar o centro de trauma do Hospital Estadual Alberto Torres. Além disso, iremos lançar a licitação da nova maternidade de São Gonçalo, o Hospital da Mãe - disse Cabral.

Para o coordenador do CVT Colubandê, Floraci Pereira, a capacitação será essencial para os moradores, por causa da instalação do Comperj (Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro), em Itaboraí. 

- O Comperj vai precisar de técnicos e mão de obra qualificada. Nossos alunos sairão prontos para o mercado - afirmou Pereira.

Leia a matéria no Diário Oficial.

Imprimir